VTOL IMAGENS AÉREAS.

VTOL IMAGENS AÉREAS.

PHARMATIVOS DROGARIA E MANIPULAÇÃO

PHARMATIVOS DROGARIA E MANIPULAÇÃO
Precisando manipular seus medicamentos?

LA BENNY PIZZARIA

LA BENNY PIZZARIA
Rua Nizo Jaime De Gusmão N° 691 Sto Antonio Rio Verde

DR RESTAURA

DR RESTAURA

EXTRA CELL CELULARES

EXTRA CELL CELULARES

sexta-feira, 7 de dezembro de 2012

***JOVEM QUE MATOU GAROTO DE 15 FOI PRESO***

FOTOS E TEXTO:PLANTAOPOLICIAL DE RIO VERDE
FOTO:CONEXÃO POLICIAL
A polícia civil apresentou nesta sexta –feira no Grupo de Homicídios de Rio Verde, o jovem Carlos Henrique Martins Bernardes, conhecido pelo apelido de Akon, acusado de ter matado em junho deste ano, o adolescente Thalisson Mateus Furquim Lopes de 15 anos com vários disparos de arma de fogo, em frente a uma casa no Bairro Martins.
Segundo o delegado Alexandre Câmara, além de matar o adolescente, o jovem foi em seu tumulo e lá deixou um bilhete dizendo que jamais seria preso e que poderia acabar com a família dele.
Wericon de Sousa Ferreira, conhecido pelo apelido de Xereca, também teve participação no crime. Ele foi morto a tiros dias depois quando havia acabado de estacionar sua moto em frente a uma casa no Bairro Eldorado.
O CRIME que acabou com a vida do garoto de 15 anos.
No inicio da noite de segunda feira (18/06) o jovem Thalison Mateus Furquim Lopes de 15 anos, morreu após ter sido atingido por vários disparos de arma de fogo, no Bairro São Joao. Segundo informações da Policia Militar, o crime foi praticado por volta das 20h00 quando Thalison Marques chegava à casa de um amigo, na Rua 76 com Avenida Perimetral no Bairro São João.
Testemunhas informaram que Thalison Mateus estava de carona em uma motoneta de um colega, que adentrou em uma casa. No entanto, enquanto aguardava o amigo, ele foi cercado por dois homens que estavam em uma motoneta. Os bandidos efetuaram seis disparos contra o adolescente, sendo que um dos disparos atravessou o capacete usado pela vitima.

“Akon”, já possui passagem por roubo e receptação e na ocasião da morte de Thallison, estava em liberdade condicional.
De acordo com familiares de Thallison, Akon, depois do crime, quebrou uma parte do túmulo e deixou um bilhete onde ameaçava seus familiares, principalmente a irmã de Thallison, bem como dizia que NUNCA seria preso.
"Com as mortes de alguns de seus amigos Carlos Henrique foi morar em Amorinopolis-Go, onde o prendemos", Disse o delegado





Nenhum comentário: