SHOPPING DAS UTILIDADES

SHOPPING DAS UTILIDADES
Enfeites natalinos e presentes em geral com 20% de descontos. Presentes para toda família. Grande promoção de natal aproveitem. Avenida Presidente Vargas de frente o VAPT VUPT-3623-6095

EXTRA CELL CELULARES

EXTRA CELL CELULARES

VR

VR

DR RESTAURA

DR RESTAURA

quarta-feira, 27 de novembro de 2013

***ACREÚNA-Crianças são vitimas de estupro***





Um crime que abalou a sociedade de Acreúna Go


Na manhã desta quarta dia 27/11/2013, Maycon Neves Rodrigues de 27 anos foi apresentado na Delegacia de Polícia da cidade de Acreúna Go, pela pratica e estupro de vulnerável, ele foi preso na cidade terça, (26) em cumprimento de mandado de prisão, seis crianças entre dez e treze anos já foram ouvidas e confirmaram que o autor praticava atos libidinosos com elas.

Segundo o Delegado Francisco Lipari Filho, encarregado do caso, uma criança após ser tocada por Maycon, contou aos pais que procuraram o Conselho Tutelar, em seguida foram até a Delegacia de Polícia para registrar os fatos, segundo o inquérito Policial, Maycon era operador de som na Igreja Assembleia de Deus naquela cidade, ele conquistou a confiança das crianças, e constantemente às chamava em uma sala, onde apresentava vídeos pornográficos e praticava atos libidinosos com as crianças.

Sabendo que havia sido denunciado o autor fugiu, e estava escondido na cidade de Jandaia Go, nesta terça, (26), foi até Acreúna para fazer um acerto na empresa que trabalhava e com o mandado de prisão em mãos foi detido pela Policia, na casa dele foram encontrados vários filmes em DVD pornográficos,  entre eles filme de sexo explícito e pornografia infantil, Maycon confessou os crimes à Polícia.


O Pastor da Igreja encarou o problema de frente com total transparência, conversou com a imprensa e disse que de sua parte Maycon já havia sido expulso da Igreja desde que tomou conhecimento os fatos, agora cabe à justiça fazer o seu papel. Maycon está preso na cidade de Acreúna aonde vai aguardar seu julgamento e caso seja condenado pode pegar uma pena que varia de seis à quinze anos de prisão por cada vitima.










Nenhum comentário: